Sandro Luiz, Curador da Alma

A Diretoria da Federação Umbandista do Estado do Paraná (FUEP) tem se esforçado no sentido de buscar alternativas de conscientização para a população do nosso estado sobre a importância da plena liberdade religiosa, garantida na Constituição Federal de 1988.

Entende-se que a paz entre as religiões, ajuda na construção de um mundo mais pacífico, pois essa fraternidade transborda para outras atividades humanas.

Acredita-se que a religiosidade é necessária ao desenvolvimento pleno do “ser humano” tornando-o mais justo e fraterno. Assim, a intolerância e da discriminação religiosa, e de qualquer espécie não encontra justificativa num país miscigenado como o nosso, construído a partir do esforço fraterno de todos os seus habitantes sejam eles naturais do Brasil ou que o tenham escolhido como a sua moradia.

Dentre essas alternativas, o aspecto cultural ganho expressividade, e assim, no final do ano passado apoiamos a iniciativa da Academia Cena Hum, na montagem da peça “A História de um certo Zé”. Já em 2020, nos envolvemos com a organização do Afoxé, e com o desfile da GRECS Imperatriz da Liberdade que teve como enredo “Não quero intolerância na minha fé, eu quero respeito, porque bato no peito e assumo que sou do axé!”

Ambos foram de importância ímpar, ao levar para o desfile das escolas de samba uma amostra da nossa religiosidade e cultura, que se refletiu numa participação expressiva de seguidores das religiões de matriz africana nos desfiles e ecoou nas arquibancadas onde um público estimado de 30.000 curitibanos, vibrou com as apresentações.

Agora, para encerrar esse primeiro trimestre de 2020, estamos apoiando o espetáculo “Curador da Alma”.

Como sacerdote de Umbanda, Dirigente Espiritual do Templo de Umbanda Caboclo Tupinambá e Sultão das Matas, o Pai Sandro Luiz através da sua mediunidade nos brinda com cantigas sagradas (Pontos Cantados) recebidos mediunicamente.

Quem já assistiu recomenda, e afirma que realmente saiu da apresentação com a alma curada, com o coração cheio de luz e com amente aberta para novas experiências espirituais.

O espetáculo tem a pretensão de incentivar as pessoas a buscar uma nova perspectiva de vida através da Força, da Fé e do Amor.

As letras das músicas, os ritmos praticados e toda a representatividade com as apresentações de expressão corporal têm como objetivo emanar uma explosão de energias positivas que alcancem a cada um que esteja presente de alguma forma.

Para Sandro Luiz, o real significado do Ponto Cantado (músicas), além de ser um canal genuíno de comunicação com a Espiritualidade, é a representação concreta de sua missão de Fé.

Porém, apenas essa troca entre todos os presentes, não é suficiente! Para que cada evento seja pleno, o intuito é partilhar o sucesso obtido com algumas Casas Assistenciais, Culturais, Associações diversas, entre outras da região do evento

A Umbanda é um caminho para a evolução espiritual, e como tal tem seus aspectos ritualísticos e litúrgicos, dentre eles os pontos cantados e os toques de atabaques. Assim, é uma religião onde a música estimula e permite a comunicação entre encarnados e desencarnados, ativando os Guias de Luz e as forças da natureza que chamamos de Orixás em favorecimento dos Médiuns e assistidos.

Serviço:

Sandro Luiz, Curador da Alma

08/03/2020 – Teatro Positivo

Ingressos no Disk-ingresso

Compartilhar

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *