FUEP eleições 2021: a palavra da presidente eleita: Mãe Adriana de Iansã

Com a missão de representar cultural, institucional, política e socialmente os Povos e as Comunidades Tradicionais Afro-brasileiras e indígenas, e outros povos tradicionais onde atue, seus dirigentes, frequentadores, simpatizantes e as comunidades por eles constituídas, dando-lhes visibilidade e buscando a sua integração plena a sociedade brasileira.

Nesta gestão 2021 – 2025, que fui eleita por unanimidade e que vale salientar, pela primeira vez na história, uma presidente mulher.

O discurso de igualmente e democracia da Umbanda se reflete em vários aspectos de sua prática, inclusive na organização das lideranças. Assim como outras religiões de matrizes africanas, na Umbanda a mulher ocupa posições de liderança e importância, assim vamos avançando e vencendo barreiras, ocupando os nossos espaços de direitos.

Nossa motivação e compromisso é perseguir com determinação a representatividade dos adeptos de Umbanda aqui federados, tendo em vista que nesta gestão, em especial, temos maior parceria com nossos vice-presidentes em cada cantinho do nosso estado.

Somente com parceria, união e coragem para o enfrentamento, podemos avançar, quiçá superar tantas dificuldades relacionadas ao racismo religioso e ao preconceito arraigado em nossa sociedade contra a nossa religião, que buscaremos juntos pelo melhor caminho para todas e todos.

Nossa pretensão é unir cada vez mais o povo umbandista e assim exigir nossos direitos junto ao poder público.

Estou convicta de que teremos êxito em nossos caminhos, com as forças de minha mãe Iansã e de meu pai Ogum.

Por fim, quero agradecer imensamente pelo carinho e confiança para esta função, aproveitar para incentivar que sejam forjados na fé, Umbandistas de carteirinha.

Juntos somos mais fortes, Ubuntu!

Compartilhar