Nossa Senhora da Conceição de Aparecida, rogai pelo povo brasileiro!

No dia 12 de outubro a Igreja Católica celebra a festa de Nossa Senhora da Conceição de Aparecida, a padroeira do Brasil.

Acreditamos que todos devam conhecer a história de Aparecida.

Em 1717, três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedrosa, moradores nas margens do rio Paraíba do Município de Guaratinguetá, desanimados por não terem apanhado peixe algum, depois de várias horas de trabalho, já estavam rumando de volta para casa, quando lançando mais uma vez a rede, retiraram das águas o corpo de uma imagem sem cabeça e, num segundo arremesso, encontraram também a cabeça da imagem de terra cozida.

Impressionados pelo evento, experimentaram mais uma lance da rede, e naquele momento foi tão abundante a pescaria que encheram as três canoas. 

Limparam a imagem com muito cuidado e verificaram que se tratava duma imagem de Nossa Senhora da Conceição, de cor escura.

Colocaram a na capela  de sua pobre vila e diante dela começaram a fazer suas orações diárias. Não tardou a Virgem a mostrar por novos sinais que tinha escolhido esta imagem para distribuir favores especiais aos seus devotos.

A devoção e a afluência do povo cresciam todos os dias e por isso impunha-se a construção duma capela em lugar apropriado a fim de facilitar a devoção dos fiéis. Estava aí o morro dos coqueiros, o mais vistoso de todos os altos que margeiam o Rio Paraíba. Em cima deste morro foi construída a primeira capela em 1745 e foi celebrada a primeira missa.

A imagem de Nossa Senhora da Conceição, já então chamada pelo carinhoso nome de Aparecida, estava em seu lugar definitivo, dando origem à cidade do mesmo nome.

Disponível em:

http://www.cnbbne1.org.br/breve-historia-de-nossa-senhora-de-aparecida/

Na Umbanda

No Brasil, os(as) Orixás foram associados(as) a um(a) santo(a) da Igreja Católica, numa prática que possibilitava aos negros africanos escravizados em nosso país, continuar a cultuar as suas divindades, e ficou conhecida por sincretismo religioso. Cultuada no Candomblé e na UmbandaOxum é sincretizada como Nossa Senhora da Conceição, na maioria dos estados brasileiros. É a padroeira dos pescadores e também a divindade do amor.

share

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *